Cabelo

Cabelo caindo muito: Tudo sobre a queda de cabelo

Cabelove
Escrito por Cabelove em 14/10/2020
10 min de leitura
Cabelo caindo muito: Tudo sobre a queda de cabelo

É normal perder até cem fios de cabelo por dia, por isso não é de se desesperar caso você esteja vendo alguns fios caindo. Cabelo caindo muito pode indicar que seu cabelo está fraco, desidratado, nesse artigo você vai aprender como evitar a queda.

Além disso, devemos buscar a causa, que indicará as soluções e os possíveis tratamentos a serem realizados. Se você está preocupado com a queda do seu cabelo, confira abaixo as principais informações sobre este problema. 

Por que perdemos nosso cabelo?

A perda de cabelo, ou alopecia, pode afetar homens e mulheres, embora os homens sejam mais afetados. 

A queda de cabelo pode ser parcial ou total e suas principais causas são:

  • Hereditariedade (alopecia androgenética)
  • Hormônios (diminuição ou aumento dos hormônios femininos nos masculinos)
  • estresse 
  • Quimioterapia 
  • Parto
  • Alopecia areata 
  • Certos tratamentos com medicamentos 
  • Deficiências alimentares 

Por que meu cabelo está caindo?

O ciclo de vida de um cabelo é composto de três fases: crescimento, parada do crescimento e morte do cabelo.

Por três a sete anos, o cabelo cresce e produz queratina, uma proteína que fortalece a fibra. Em seguida, eles morrem, mas permanecem presos ao couro cabeludo por três meses. Somente após esse período é que o cabelo começa a cair. Felizmente, outros fios de cabelo “jovens” vêm substituí-los.

Às vezes, eles voltam a crescer em pequenas quantidades, de repente, com o tempo, algumas áreas esparsas podem aparecer. Nesse caso, é melhor consultar um dermatologista para saber as causas desse distúrbio e seguir um tratamento específico.

Como posso saber se estou perdendo muito cabelo?

Em primeiro lugar, saiba que é normal perder até 100 fios de cabelo por dia! Além disso, a queda pode ter origem patológica. Uma perda significativa de cabelo modifica a densidade do cabelo e sua implantação.

Podemos prevenir a queda de cabelo?

A perda de cabelo é difícil de prevenir, especialmente se for hereditária ou causa por fatores que você não pode controlar. 

No entanto, no caso de queda anormal de cabelo ou se um dos pais tiver tendência à alopecia, algumas ações diárias podem retardar a queda de cabelo. Para prevenir a queda de cabelo, é aconselhável:

  • Limitar o uso de químicas, tinturas de cabelo e fontes de calor. 
  • Use um shampoo suave
  • Massageie o couro cabeludo;
  • Manter uma dieta rica em ferro, cobre, silício, ácidos graxos, zinco e vitamina B.

Quais são os fatores de risco para queda de cabelo?

Algumas pessoas correm mais risco de perder o cabelo do que outras, e as causas não estão necessariamente relacionadas a doenças. 

Tratamentos medicamentosos para artrite, gota ou pressão alta aumentam o risco de queda de cabelo, assim como o uso de testosterona em atletas. 

As deficiências dietéticas que promovem a queda de cabelo são as de ferro e proteína. Você deve evitar penteados muito puxados, como o rabo de cavalo ou o coque, que aumentam o risco de queda de cabelo. 

O calor também não é bom para o cabelo, então você deve limitar o uso de secador e da chapinha. 

Quais são os tratamentos para queda de cabelo?

Os tratamentos para queda de cabelo variam de acordo com a causa, se estiver ligada ao parto, fadiga ou mudança das estações, a suplementação com zinco e vitamina B é uma solução. 

Para a alopecia areata, geralmente é prescrita corticoterapia. Para os casos mais graves ou avançados, o transplante de cabelo pode ser uma solução.

Confira outros tratamentos que podem ser indicados para a queda de cabelo: 

Suplementos alimentares

Como todas as células do corpo, nosso cabelo precisa de nutrientes. Existem todos os tipos de suplementos alimentares no mercado. No geral, lembremos que o cabelo necessita especialmente de aminoácidos sulfurados e vitaminas: B5, B6 e PP. 

Com a ingestão de suplementos alimentares, é possível notar uma melhora da queda de três a quatro meses, sendo que não há sentido em continuar a tomar depois da melhora.

Mudar a alimentação 

Uma alimentação saudável e equilibrada permitirá que você tenha boa saúde, mas também um cabelo bonito. Aqui estão os elementos naturais a serem favorecidos:

  • Zinco: cuidado com a ingestão de zinco! Este oligoelemento desempenha um papel essencial no crescimento do cabelo. Onde encontrar? Encontrado naturalmente em ostras, fígado, carnes, crustáceos, gérmen de trigo e sementes de gergelim, também pode ser consumido em cápsulas.
  • Magnésio: um período de grande estresse pode causar uma queda considerável do cabelo. É aqui que entra este oligoelemento, uma vez que ajuda a controlar o equilíbrio do sistema nervoso. Além disso, o magnésio ajuda a ativar os benefícios da vitamina B no organismo, nomeadamente a produção de queratina (proteína já presente na estrutura do cabelo). Onde encontrar? Em nozes, leguminosas, grãos, germes de trigo e chocolate.
  • Ferro: embora uma deficiência de ferro geralmente cause fadiga severa, também pode levar a uma queda significativa de cabelo. Para evitar ou minimizar o problema, coma alimentos ricos em ferro. Onde encontrar? Em carnes vermelhas, aves, peixes, frutos do mar e legumes. Por fim, saiba que você otimizará sua absorção com uma refeição rica em vitamina C.
  • Levedura de cerveja: na forma de cápsulas, comprimidos, pó ou flocos, é recomendada em caso de quedas devido ao seu alto teor de vitamina B. Tome três vezes ao dia com as refeições. 

Medicamentos

Em casos mais graves medicamentos podem ser indicados para tratar a queda de cabelo, os mais indicados são:

  • Minoxidil®: na forma de solução para aplicação no couro cabeludo, o Minoxidil atua promovendo a dilatação dos vasos locais, melhorando assim o aporte de nutrientes.
  • Finasterida: destinada apenas a homens, a finasterida é um medicamento que neutraliza a ação dos hormônios masculinos no couro cabeludo.

Transplantes capilares

Novas técnicas permitem obter resultados muito naturais e duradouros. Representam, portanto, uma alternativa muito interessante quando os medicamentos não davam os resultados esperados, ou seja, sua ação era muito longa, insuficiente e insustentável.

As técnicas são numerosas e existem muitas variações, mas somente um médico poderá indicar qual a técnica mais indicada para o seu caso.

Como você pode ver as causas da queda de cabelo podem ser as mais variadas, sendo que o tratamento, também é sempre indicado de acordo com as necessidades especificas de cada pessoa, por isso não deixe de consultar um médico.

Gostou do meu artigo sobre “cabelo caindo muito”? espero que sim. Aproveite e veja também meu artigo sobre umectação com óleo de rícino.

Oi cabelovers,

O que você achou deste conteúdo? Me conta nos comentários <3

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *